Preparo de onlay

- Os contatos oclusais estáticos e dinâmicos devem ser levados em consideração.

- As margens do preparo não devem estar situadas nos contatos oclusais cêntricos.

- O preparo deve ter profundidade mínima de 1,0 mm e, na área de fissuras, a largura do istmo deve ser de, no mínimo, 1,0 mm.

- Preparar a caixa proximal com paredes ligeiramente divergentes e observar um ângulo de 100°-120° entre as paredes cavitárias e as respectivas superfícies proximais do onlay. Para os onlays com pronunciada convexidade das superfícies proximais, sem suporte adequado pelo ombro proximal, os contatos da aresta marginal devem ser evitados.

- Arredondar as margens internas e transições para prevenir a concentração de “stress” no interior do material cerâmico.

- Não preparar slices, biséis ou margens afiladas.

- Providenciar 1,0 mm, no mínimo, de redução nas áreas das cúspides.

 

onlay2.017

 

Ips e.max press – instruções de uso – ivoclar vivadent