Preparo de facetas

Se possível, todo o preparo deve ser localizado em esmalte. As margens incisais não devem ser situadas em superfícies sujeitas à abrasão ou de contato oclusal dinâmico. Tendo como base ranhuras, confeccionadas para indicar a desejada profundidade, e utilizando as brocas apropriadas, é possível realizar a redução controlada do esmalte. A eliminação de contatos proximais não é necessária.

Para os preparos sem envolvimento da redução da margem incisal (apenas redução vestibular), a profundidade do preparo, na área vestibular, deve ser de 0,6 mm (no mínimo).

Para os preparos envolvendo a redução da margem incisal (reduções incisal e vestibular), a profundidade do preparo nas áreas cervical e vestibular deve ser de 0,6 mm (no mínimo).

A margem incisal deve ser reduzida de 0,7 mm. A redução incisal depende do nível requerido de translucidez da área a ser restaurada. Quanto maior a transparência exigida pela margem incisal da faceta, mais desgaste será necessário. Os dentes manchados podem exigir redução mais extensiva.

 1.015

Ips e.max press – instruções de uso – ivoclar vivadent