CERAMILL SINTRON

TTTTTT.039TTTTTT.040TTTTTT.041TTTTTT.042

 

Por detrás do metal sinterizado Ceramill Sintron da Amanngirrbach esconde-se uma grande força inovadora. O metal não precioso revoluciona o processo de produção, uma vez que os blocos Ceramill Sintron® (peças em bruto de CrCo) podem ser fresados em seco e sem esforço nas fresadoras In-house de bancada, como a Ceramill Motion.

O processo de fundição laborioso e susceptível a erros e as conseguintes complexas fases de trabalho manual, podem ser assim evitados. O processo de sinterização também resulta sumamente cômodo: o acionamento de um botão é suficiente para conseguir um resultado com uma excelente qualidade de material.

A máxima segurança do processo conduz a estruturas homogêneas e livres de distorções e de cavidades resultantes de contração. O novo Ceramill Sintron® possibilita ajustes e uma qualidade de estrutura previsíveis e reproduzíveis. Ceramill Sintron®pode ser recoberto com qualquer cerâmica convencional para estruturas de CrCo.

INDICAÇÕES

• Coroas telescópicas e cônicas.
• Pilares individuais sobre bases de Ti.
• Estruturas aparafusadas múltiplas, sobre bases de Ti.
• Estruturas para coroas e pontes com anatomia reduzida ou completa, no setor de dentes anteriores e posteriores.
• Estruturas para pontes, com um máximo de dois pônticos adjacentes no setor de dentes anteriores e posteriores, e comprimento anatômico máximo de 50 mm (máx. 4 unidades).

VANTAGENS

• Fresagem a seco sem esforço na Ceramill Motion, graças à consistência “tipo cera” do material leva a um desgaste mínimo das ferramentas.
• Grande economia de tempo na fabricação de restaurações não preciosas graças à produção In-house e a técnica de desenho feito por computador.
• Máxima segurança de processo – estruturas homogêneas, sem distorções nem cavidades resultantes de contração.
• Não é necessário mudar a cerâmica de revestimento (CET 14.5).
• Permite a soldadura laser e convencional.
• Processo de fabricação análogo ao Ceramill Zi.

DADOS TÉCNICOS

• Resistência à tração (Rm): ≥ 830 MPa.
• Limite elástico 0,2 % (Rp0,2): ≥ 450 MPa.
• Módulo elástico (E): ≥ 200 GPa.
• Elongação de rotura: ≥ 5%.
• Dureza de Vickers: 280 HV 10.
• Coeficiente de expansão térmica (25-500 °C) 14.5 x 10–6 1/K.

BIOCOMPATIBILIDADE

• Resistência à corrosão: DIN EN ISO 10271:2011-10.
• Biocompatibilidade ISO 10993-1.
Composição química (% de peso)
• Cobalto (Co): 66
• Crômio (Cr): 28
• Molibdênio (Mo): 5
• Silício (Si): < 1
• Ferro (Fe): < 1
• Manganésio (Mn): < 1
• A liga está segundo DIN EN ISO 22674:2007 isenta de níquel, berílio, gálio e cadmio